Desde 1978 informando sobre Produtos Industriais
  • Home
  • Categoria: noticias

Messe Brasil visita a GIFA com foco em ampliar a presença internacional na Metalurgia

A principal feira de tecnologia para a fundição – GIFA, que acontece a cada quatro anos, promete reunir as principais tendências para a indústria do segmento dos próximos anos. De olho na fundição do futuro, o diretor da Messe Brasil, Richard Spirandelli, visita o evento que acontece de 25 a 29 de junho, em Düsseldorf, na Alemanha. “A ideia é firmar parcerias com entidades e empresas para ampliar a presença internacional entre expositores e visitantes na Metalurgia 2020”, conta Spirandelli.

A GIFA reúne cerca de 2 mil expositores de todo o mundo e recebeu em 2015, 78 mil visitantes de 122 países. Além da exposição de produtos e serviços, o evento concentra fóruns, simpósios e conferências. Os principais temas em destaque são a manufatura aditiva, e-Mobility, Indústria 4.0 e ecometais. “Estamos otimistas com os rumos do mercado da fundição e alumínio, puxados pelo segmento automotivo que vem demonstrando números crescentes e boas perspectivas”, comenta Spirandelli.

A sustentabilidade é um dos temas mais evidente da GIFA refletido no uso consciente dos recursos, eficiência energética, proteção do clima e processos inovadores que minimizem os impactos ao meio ambiente. Para a manufatura aditiva nas fundições encontram-se novas tecnologias para simulação, digitalização de modelos, construção de moldes e impressão 3D em metais.

O mercado sinaliza ainda, uma tendência de construção leve, puxado pela indústria automotiva e para produtos inovadores dentro do conceito e-mobility. No conceito da indústria 4.0 observa-se a transformação digital com o uso de sensores mais sofisticados nos processos produtivos que geram a conexão de dados, e controle digital das máquinas e sistemas que reduzem custos, aumentam a eficiência e impactam na qualidade dos produtos.

O evento conta com um estande da ABIFA – Associação Brasileira de Fundição, realizadora do Metalurgia, e a presença de empresa expositoras da feira que acontece em setembro de 2020, em Joinville.

Serviço
Metalurgia – Feira e Congresso Internacional de Tecnologia para Fundição, Siderurgia, Forjaria, Alumínio e Serviços
Data: 15 a 18 de setembro de 2020
Horário: 14h às 21h
Local: Expoville – Joinville – SC
simonehulse@gmail.com

Guabi celebra 45 anos de valor à vida e trabalho por um mundo pleno e abundante

Em junho de 1974, o Grupo Guabi foi fundado com o propósito de garantir uma nutrição de alta qualidade e valor à vida para todas as espécies de animais. Foram várias décadas, construindo relações sólidas com os diversos públicos em todo o mundo, baseadas na honestidade, persistência e valor de seus colaboradores. Todo este conjunto resume-se numa simples frase: valor à vida – um legado de responsabilidade e visão futurística de uma empresa que, desde 1974, vem se preparando para assistir na construção de um mundo pleno, saudável e abundante para as próximas gerações.

Hoje, 45 anos depois, a Guabi – nome que traduzido do tupi-guarani significa alimento – atua em todos os segmentos do mercado de nutrição animal e em todas as espécies e fases da criação, seja para competição ou produtiva. Exporta para mais de 30 países e está entre as maiores do Brasil no ranking do Valor 1000, publicado anualmente pelo jornal Valor Econômico.
Tecnologia e inovação
Criada quase 30 anos antes do sequenciamento completo do DNA, e mesmo com a pouca tecnologia disponível na época, a empresa causou grande inovação no mercado de nutrição animal. Está sempre focada e atenta aos avanços da ciência e da tecnologia, investindo constantemente em pesquisa, desenvolvimento, equipamentos e, claro, em aprimoramento profissional. Foi pioneira na introdução das partículas laminadas e extrusadas em rações de equinos; na fabricação do suplemento em pellets do mercado brasileiro para equinos e na produção de alimentos extrusados para camarões e microextrusados para peixes (desenvolveu a melhor ração para dietas iniciais de peixes) e no emprego do conceito quorum sensing para oferecer proteção natural aos peixes e camarões.

Este espírito inovador continua até hoje através da parceria Alltech e Guabi, consolidada em 2017. Esta união proporcionou a Guabi os conceitos mais modernos do mundo referente à genômica nutricional do Centro de Pesquisas da Alltech, situado em Lexington – o único que aplica nutrigenômica à nutrição animal. O objetivo é permitir que os animais expressem o melhor do seu potencial genético, aprimorem seu desempenho e aumentem sua resistência às doenças por meio de nutrientes ainda mais naturais.

Pensando em sustentabilidade, a Guabi desenvolveu também programas como o “Aqua do Futuro” e o “Mais Tecnologia, Novos Resultados”, que garantem ao produtor rentabilidade sem prejudicar a saúde dos animais e o meio ambiente.

“Nós, da Guabi, produzimos mais do que rações. Somos responsáveis pelo bem-estar, saúde e desempenho dos animais. Temos um compromisso muito grande com a preservação da natureza e a segurança alimentar”, ressalta o diretor de Vendas e Marketing da Guabi, André Litmanowicz.
assessoriadeimprensa@lncomunicacao.com.br

Romi investe em nova linha de moldagem para a Fundição

Linha de moldagem automática Künkel+Wagner tem capacidade de produzir até 85 moldes por hora

Já está em funcionamento a nova linha de moldagem automática da Fundição Romi, em Santa Bárbara d’Oeste, interior de São Paulo. A empresa que é líder na indústria brasileira de máquinas e equipamentos industriais é também referência no fornecimento de itens fundidos e usinados, atuando em praticamente todos os segmentos que demandam por peças de ferro fundido cinzento ou nodular.

Em um dos complexos industriais mais modernos da América Latina, a Romi produz peças fundidas e usinadas entre 10 Kg e 35 toneladas. A nova linha possibilita à empresa a fabricação em alta série de itens de até 450 kg, principalmente para os segmentos automotivo comercial, tratores agrícolas e máquinas de construção. Com isso, a empresa amplia sua capacidade de produção de fundidos de 56.500 toneladas/ano para 80.000 toneladas/ano, um aumento significativo de quase 42%.

Para o Diretor-Presidente, Luiz Cassiano Rando Rosolen, a mudança na estrutura reforça a qualidade e competência oferecida pela Romi. “Essa ampliação e modernização das linhas de Fundição e Usinagem possibilita atender uma gama ainda maior de clientes, com o padrão de qualidade oferecido pela Romi.”

O processo automatizado de moldagem permite, além da modernização da produção, a fabricação de produtos de alta qualidade, menor custo operacional e aumento da produtividade. Os moldes produzidos oferecem maior estabilidade e rigidez, sendo possível obter peças com acabamento superior e dimensões constantes.

“Estamos positivos quanto à melhora do mercado industrial brasileiro, a ampliação foi fundamental para garantir que a Romi esteja preparada para atender a essa demanda. Além disso, a nova linha proporcionou uma melhora significativa nos itens que já produzimos, gerando ganhos produtivos e na qualidade final das peças fundidas.”, afirma Francisco Vita Junior, Diretor da Unidade de Fundidos e Usinados.

Além dos investimentos na nova linha de moldagem, a Romi tem ampliado seu parque de usinagem para clientes da fundição com a adição de seis novos Centros de Usinagem Horizontal ROMI PH 630 de última geração, um Centro de Usinagem Horizontal MCC 800, importada da Alemã Burkhardt+Weber (BW), além da aquisição de um novo sistema automatizado de rebarbação, novo sistema de escaneamento a laser e também está investido no desenvolvimento de sua equipe técnica, aprimorando a utilização de ferramentas de simulação de fundição, controle estatístico de processo via software e outras tecnologias. A empresa recentemente conquistou a renovação do certificado IATF 16949:2016, que a capacita a fornecer peças diretamente para as montadoras de automóveis e caminhões, e detém ainda as certificações ISO 14.001 e ISO 9001.

________________________________________________________________________________

Sobre a Romi – A Indústrias Romi S.A. (B³: ROMI3), fundada em 1930, é líder na indústria brasileira de máquinas e equipamentos industriais e está listada no “Novo Mercado”, que é reservado para as empresas com o maior nível de governança corporativa da Bovespa. A Companhia fabrica máquinas-ferramenta, com foco em tornos, tornos CNC, centros de torneamento e centros de usinagem; máquinas injetoras e sopradoras para termoplásticos; e peças fundidas em ferro cinzento e nodular, que podem ser fornecidas brutas ou usinadas. Seus produtos e serviços são comercializados mundialmente e utilizados por uma grande variedade de indústrias, tais como automotiva, de bens de consumo, máquinas em geral, equipamentos industriais e agrícolas.

marina.damasio@intelligenzia.com.br